Erlindo Rosa assina duas páginas de memória na revista Ontop de Pato Branco.

Esta edição foi tributada para nossa querida Maria Filus, carinhosamente chamada anos atrás de modista.

Nas bancas do Sudoeste do Paraná.


"Quem escreve um livro
cria um castelo.
Quem o lê, mora nele"



Monteiro Lobato
(1948 / 1984)




Giles Balbinotti, pato-branquense da gema, engenheiro da montadora Renault que por conta do trabalho, o leva pelo mundo afora.

Foto de ontem, em Yokohama, cidade na região metropolitana de Tóquio, Japão.




Com uma história sem precedentes, como gerente do Banco do Brasil, fundador do Clube Pinheiros, líder comunitário e adepto da música folclórica italiana, morreu em Balneário Camboriú, Remo Longo (foto).

Remo era casado com Hilda Longo e pai da hoje pianista internacional Danieli Longo Benedetti.

Residiram nos anos 1970 em Pato Branco.




*Foto: Rudi Bodanese
Gilberto Passos Gil Moreira ou, Gilberto Gil.

75 anos neste 26/06/2017.

Na foto, Gil está no aeroporto de Pato Branco lá por janeiro de 1984.

Atrás, Suzana Bodanese com o filho João Paulo no colo (escondido) e Sandra Costa (filha do Toninho e da Maria).

Foto: Rudi
Novo livro do médico Drauzio Varella aborda a questão da mulher presidiária.

Em entrevista na rádio CBN/SP,  Drauzio informou que 75% das adolescentes que engravidam - em lares que nunca se formaram - deixam de estudar.

Aí, muda o futuro destas e do filho. Não tendo chance no mercado de trabalho, passam dos pequenos delitos para o transporte de droga para dentro das prisões.

Levam (na vagina) drogas em visitas a familiares presos ou para ganhar dinheiro. Presas, pegam até 4 anos de prisão, abandonando filhos aos cuidados de outros.

*O médico salienta que crimes desse tipo deveriam ser punidos com penas administrativas. "Temos a quarta maior população carcerária do planeta"

É visível a falta de políticas públicas conscientizando sobre gravidez precoce. Toda sociedade precisa participar.

 Ao engravidar, a vida de uma mulher, muda para sempre. O pai é igualmente responsável e sua presença, insubstituível.

 O futuro, a saúde física, mental e afetiva da criança/cidadão que comporá a sociedade, dependerá disso. 

(Rudi Bodanese)
Nossa querida Nilza Viganó (falecida nesta sexta feira 23/06/2017) - de branco com sua sucessora no Miss Pato Branco, Elecy Luvison dona do cetro e coroa no ano de 1972. (Foto no campo do Palmeiras: Rudi Bodanese).

Para se ter uma ideia da importância dos concursos de misses na época, quando Nilza concorreu ao Miss Paraná 1971 em Apucarana (norte do Paraná), seguiu para lá uma caravana de Pato Branco, em onibus que teve importante articulador, o fotógrafo (na época) Rui Bodanese.

O Lions Club que organizava o Miss pato Branco, seguiram: Lindolfo e Neusa Dietrich com seus amigos Alberto e Isolza Pozza, Gomercindo e Soeli Palagi.

A competição em Apucarana foi tão acirrada que houve até um princípio de confusão entre as torcidas de Pato Branco e outra cidade (a ser apurada). Apaziguada pelo Lindolfo Dietrich.

A transmissão era feita pela TV Iguaçu, grupo de Paulo Pimentel.

"Nilza marcou seu reinado pela simpatia e presença alegre em todos os acontecimentos".
                                                                                            Erlindo Rosa





Essa foto do casal Rudi e Suzana Bodanese rendeu mais de 40 comentários no Facebook.

Todos de amigos que juntamos nessas décadas.

*Quanto cobra pra carpi um lote?" (Dirceu Saggin).

Explicando: "A Renner tem todos os estilos, eu não tenho nenhum"


(Rudi)



"A maior das virtudes alcançadas pelo ser humano, o maior bem a que pode aspirar é a inocência".



*Os sub produtos da inocência; humildade, generosidade, silêncio...


Rudi
Seguramente, um dos pato-branquenses que mais andaram pelo mundo: Giles Balbinotti, engenheiro da Renault (montadora de veículos).

Esta aqui é da Romênia, enviada por ele de lá, nesta sexta feira.

É também um apaixonado pelo seu município.

Giles tem muito que contar para o Inventum, festa de tecnologia que acontece em outubro na nossa cidade.