Meados dos anos 70.

Éramos alunos do Colégio Estadual Agostinho Pereira e fomos transferidos para o Colégio Comercial (comércio, noturno), no espaço físico da Escola Rocha Pombo, na baixada Industrial.

 Um dos professores era o conhecido Rubens Ciro "Boby" Calliari, também contador de algumas firmas locais.
                              Boby (vindo de Erechim, RS) mandava o verbo em sala, na disciplina de contabilidade, abordando questões como: ativo, passivo, cedente, sacado, débito e crédito, data, vencimento, aceite, receita, saldo, caixa, lançamento, estorno... - "José dos Anzóis comprou duas quartas de terra..."

                             Num momento o professor Boby fez uma pausa, com seu ar profético e filosófico, sapecou essa: - "No escritório do futuro, todos os cálculos serão feitos pelo computador eletrônico. E todos poderão ter um..."

                             Arco dindio! disse um colega atrás da sala; 

                             - "Só falta agora o Boby dizer que no futuro vai ter também, computador eletrônico móvel..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário