O médico Adão Sílvio de Freitas (em memória).


                            Em 1961 com o médico Paulo Barreto Falleiro, abriram o Hospital São José em Pato Branco.

                            Com perfil humanizado os dois médicos conquistaram grande legião de pacientes e amigos, na movimentada agenda social que desenvolveram, também através das esposas e filhos, até hoje amigos de muitos de nós.

                          Dois comentários sobre dr. Adão e dr. Paulo:

                          Neusa Krames Dietrich: "Esses dois seriam bons mestres para os médicos que terão de ir para o interior. Eram excelentes e imbatíveis na solidariedade às famílias que necessitassem de cuidados".

                          Douglas Cardoso Junior: "Médicos na concepção da palavra. Exerciam a medicina de fato, preocupados só com a saúde e o bem estar do povo .                                                        Verdadeiramente poderíamos chamar de DOUTORES".
                                             

Um comentário:

Rosaine Falleiro disse...

Rosaine: Corajosos DOUTORES pioneiros que exerciam a medicina com quase nenhum recurso....Médicos das famílias, de todas as horas, de todas as classes....
E o Feliciano? eu ainda era criança e ensinei ele a escrever o seu nome, para que pudesse ter seus documentos e uma carteira de trabalho... Que idade ele tinha? Nem ele e nem ninguém sabia....
Do Hospital São José??? Tantas e tantas manhãs eu acompanhei o meu querido pai em sua rotina hospitalar....entre um e outro paciente ele ia até uma salinha, próxima à cozinha do hospital, ver se eu precisava de ajuda com a lição da escola....
Eu adorava "ajudar" a D. Eva, a cozinheira (que não tinha um antebraço), a lidar com aquelas panelonas, naquele imenso fogão a lenha....lembranças....muitas lembranças.....

Postar um comentário