Um 7 de setembro como tantos em Pato Branco! 

                          Quanta emoção ao ver a escola passando na frente de casa, nos vários ensaios pelas ruas menos centrais da cidade, antes da data mais importante! 
                                 O som dos tambores da escola da Dona Frida, da fanfarra do La Salle, do Agostinho Pereira … ia chegando de mansinho e já corríamos à janela para ver. 
                                 
                            Quando chegava o grande dia, uniforme impecável e pronto pra ser usado, acordar cedo, tomar um bom café e, rumo à concentração da escola.
                               
                             Eram manhãs infinitas, muitas horas em pé, abaixo de sol mas, todos prontos pra fazer bonito na avenida. Não era carnaval. 
                                 Era um momento em que o nosso espirito patriota era forte, talvez muito mais que hoje.
                                                        Acervo Otilia Basso -       Por Alice Fontana
                               
                             Escreve, Rosana Eliza Ceni:

                                Foto dos alunos do Jardim de Infância do Grupo Escolar Profº Agostinho Pereira (era este o nome à época). 
                              
                             Eu estou na turma de anõezinhos junto com a Maristella Kroetz (Caldart), o Lili Cavazola, Tonico Biazus, Cali Bett, Rosangela Garcia, entre outros que não lembro o nome, e minha mãe a professora Ledi Caldart Ceni.
                               

Nenhum comentário:

Postar um comentário