Cidades perdem as referências!
"Cidades sem marca, sem cara, sem referências físicas, naturais, culturais e históricas, são cidades frias e vazias.

Cidades sem personagens, sejam eles expressão do povo, da literatura, do folclore ou da economia, reúnem populações, mas são apenas aglomerados urbanos.

Pato Branco se desenvolve rápido, com empreendimentos modernos, mas vem perdendo símbolos culturais, referências históricas e humanas".
*texto  Moacir Pereira, jornalista (Diário Catarinense)
                               Alberto Pozza, pioneiro pato-branquense desde 1947, casado com Isolda Viganó Pozza, acabou de lançar o livro: Memórias de Alberto Pozza em Vila Nova de Pato Branco.
                               Seu Alberto, num gesto de apoio ao trabalho deste blog Patonauta.org, cedeu dezenas de fotos de seu acervo, do passado pato-branquense. (em baixa resolução, servindo apenas para postagem digital).
                                Material enviado por seus filhos: Maurício Pozza (médico) e Luciane Pozza (arquiteta)
                                 Foto acima: Desfile de 7 de setembro em 1965. Colégio das Irmãs.
                                 Ao fundo, no centro, a loja Alberto Pozza e Cia, Materiais de Construção.


Nesta foto, Alberto Pozza (esquerda) com Ayrton Jairo Faggion (advogado pato-branquense).
Foto de Zeca Bet (20/06/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário