Se procuro a causa de morte entre gerações de amigos, familiares e ídolos , o alcoolismo parece estar em primeiro lugar.

A indústria cervejeira no Brasil atinge 99% da população, com poderosas (e lucrativas) mídias de massa, tornam voraz por bebidas, os  jovens, influenciando crianças.

Não será hora do país controlar  a propaganda de  bebidas, como a do cigarro...? 
                                  Com o alcoolismo desenfreado, nosso país ficará patinando na educação, na saúde, no trânsito, na humanização dos presídios,  elevando as cifras de mortes.

                                   Mudança da atitude:
                                   Nos anos 70 vibramos com o desenhista e humorista Millôr Fernandes que em tempos de ditadura dizia: 
                                    “Não confie em quem não bebe”. 
                                    Hoje trocamos por: “Não confie em quem não bebe pouco”.  

                                                                                                              grupo@rudibodanese.com.br
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário