Noite de segunda, 10. 
              Um familiar assiste capítulo de novela; entre ruídos, miados, guinchos e cascarejos, além dos blocos de comerciais

Ao mesmo tempo o canal Arte 1 apresentava a biografia do ator, produtor e diretor americano Jack Nicholson, um dos dois atores que receberam indicações ao Oscar em todas as décadas, desde 1960 até os anos 2000. 

Ganhador de três estatuetas, o ator percorreu uma longa estrada até se tornar uma verdadeira estrela do cinema. 
                                            Sua estreia como ator foi em 1958, no filme “The Cry Baby Killer”, mas sua carreira só decolou em Hollywood mais de dez anos depois, com o filme “Easy Rider / Sem Destino”, de 1969.



                                O filme Sem Destino, com Peter Fonda, Jack Nicholson, etc. marcou muito nossa geração 60/70 em Pato Branco.

                              Nicholson foi um belo galã desde os anos 60 e teve papel importante na produção desse filme.
                               Sua vida na época foi marcada por belas mulheres, casamento, divórcio, fracassos e conquistas no cinema. 
                              Além de um talento raríssimo.

                               Imagina o ator Peter Fonda (dirigindo a moto acima), dando entrevista hoje (com uma elegância absurda) sobre Jack Nicholson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário