"O seu comentário no Patonauta reflete a preocupação com o distanciamento das pessoas e a mudança de valores na sociedade atual. Há erros em todos os lugares.

Já foi ensinado há mais de dois mil anos atrás:

"Quem não tiver pecado, atire a primeira pedra". (JC).

Entretanto, é preciso combater o pecado e não apenas o pecador - seja quem for -, de Partidos Políticos do PT, PMDB, PSDB, PDT, PSC ...( e tantos outros)... ou em qualquer outro lugar.

O que está revoltando parte da população é a "herança maldita" da corrupção em todos os níveis de poder: executivo, legislativo e judiciário, e a impunidade.

Isso se reflete nas pessoas, que passam a descreditar das instituições e tudo mais.

O acesso aos bens de consumo e à tecnologia de parcelas cada vez maiores da população é bom e democrático. Ma isso também está levando a um distanciamento entre as pessoas. Está deixando de haver o contato pessoal e presencial, para dar lugar ao virtual.

Nesse contato virtual as pessoas se sentem à vontade para "dizer" (escrever) o que bem entendem, sem medir consequências, e provavelmente não diriam pessoalmente. Basta ver os comentários feitos em redes sociais e em matérias publicadas na internet.

Marx dizia que a religião é o ópio do povo. O ópio do povo não é a religiosidade mas o fundamentalismo, seja religioso, político, econômico, ou sob qualquer de suas outras formas.
A religiosidade consciente, humanista e solidária, é o que ainda sustenta a humanidade. A falta desta é que está levando os seres humanos ao estado do salve-se quem puder que estamos vivendo. Se nada mudar, logo estaremos retornando à barbárie (é só olhar o noticiário)..

Egoísmo, vaidade, ambição, discórdia, consumismo, ganância, etc., para que servem?

"De que aproveita o homem, se perde sua alma?".  (JC).

                                                             Orivan Pedro Bodanese - Curitiba

                                         Fale com o Patonauta pelo grupo@rudibodanese.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário