Pato Branco e os apaixonantes anos de solteiros (década de 70) nos trouxeram vivências recheadas de  sonhos, aspirações, descobertas e conflitos...

O companheirismo em tempo integral nos despertava criatividade, espirituosidade, astúcia, competição...

Havia um conhecido amigo de origem árabe que definia roubo, público ou privado com uma divertida expressão que transferimos agora para o caso Petrobras:

                                                                    "Metero a mão no jarro!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário