Diante do quadro político e econômico atual, nossa Presidente pode estar diante de dois caminhos:

1) Ela dá "um soco na mesa", chama para si a responsabilidade, afastando a banda podre que a apóia. Convoca toda a força viva possível do país, para reverter a situação difícil que vamos viver daqui para a frente...

2) Por falta de apoio político; governabilidade, adversidade econômica - interna e externa - jogando contra, ela poderá inviabilizar sua gestão, tendo que renunciar ao cargo.

 *Conclusão: O Governo do PT precisa tomar um choque de realidade e admitir a situação adversa.

                    Não estão agradando nem a direita, nem a esquerda.

                    As pessoas estão confusas. Cresce os que apoiam a volta dos militares no poder.
                              Imagem: Folha da Manhã On line. 
                                                                                               grupo@rudibodanese.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário