"Trabalhei com Getúlio, convivi com ele na minha adolescencia e juventude.
                             Nenhuma escola me ensinou o que aprendi com ele; índole incomparável, inteligencia, discernimento sem igual. 

                            Veja com tive sorte; trabalhei com ele e o Victor Biazus no jornal A Razão.
                            Isso é coisa de Deus, mesmo eles serem incrédulos .

                            Não podia deixar de dar este testemunho porque tenho respeito demais por Getúlio".

                                             Chico Piva (direita da imagem) pato-branquense geração 60/70. Reside em Brasília há décadas.
                                              
                                             Getúlio Rui Palma (esquerda), jornalista pato-branquense que fará 85 anos em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário