"Nada Será Como Antes” (Master Books, 424 páginas), do jornalista Julio Maria, do “Estadão”, é a biografia da maior cantora (popular) brasileira. 
                                 Trata-se de um livro autorizado pela família — o que não quer dizer edulcorado ou hagiográfico. 

                                O livro chegou às livrarias no dia 17 de março.


                              "Elis Regina — Nada Será Como Antes" narra a vida de Elis desde seus primeiros dias em Porto Alegre, quando cantava ‘Fascinação’ ao lado das amigas nas escadarias de um colégio, até sua despedida trágica, aos 36 anos, quando estava prestes a, de novo, mudar tudo em sua vida.

                              “Ao todo foram quatro anos de entrevistas e pesquisas em arquivos. A ideia de escrever a biografia surgiu por meio de um convite da editora ao autor. 

                              “Depois de dois anos em campo — durante esse tempo foram inúmeros arquivos consultados e 126 entrevistas, o autor começou a colocar a história no papel.

                               “Não vivi a era de Elis. Quando ela faleceu, em janeiro 19 de janeiro de 1982, eu tinha 9 anos de idade, e diante dessa personagem gigante, fui o que sou há 16 anos — repórter.
                                  Me joguei com o respeito que a história merecia, mas sem nenhuma tese a defender. Creio que o olhar descontaminado de paixões ou ódios ajude a traçar um perfil mais humano e menos divino’, diz o autor.

                      *Entrevista de Julio Maria ao músico e apresentador Arrigo Barnabé da www.culturabrasil.com.br de São Paulo, revelaram ser esta de Elis uma grande biografia.
                                                    Texto e foto: www.modayacamim.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário