Chega um dia que esse filme já vivido, passa em nosso mundo real.

É amor ou posse...?

Nossos filhos estão namorando, vão casar-se.
Nos sentirmos excluídos das decisões e realizações deles.

O mundo da experiência trás uma reflexão:

Se a relação dos dois for realmente gostar, amar; essas emoções vão estender-se no âmbito da família. Pais, tios, primos serão ouvidos, poderão sugerir e participar das decisões.

Em caso oposto, quando há relação de controle do outro, se estabelece o silêncio, afastamento, retratando relação de posse, domínio.

                                        Pessoa dominadora, tende afastar a família do outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário