"Repetir, repetir
 até ficar diferente.
 A repetição 
é o dom do estilo"

Manuel de Barros, (Dez 1916 / nov 2014)

É o mais aclamado poeta brasileiro da contemporaneidade nos meios literários, 
falecido com 98 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário