O projeto |
O Sonora Brasil busca despertar um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão da música no país, incentivando novas práticas e novos hábitos de apreciação musical, promovendo apresentações de caráter essencialmente acústico, que valorizam a autenticidade sonora das obras e de seus intérpretes.

VIOLAS NO NORDESTE |

A viola no Nordeste pode ser encontrada em sua forma mais tradicional, como a presente corriqueiramente na região Sudeste, mas também em variantes típicas da região, como a utilizada por repentistas, que possui um sistema acústico que melhora a projeção do som, e a machete, característica da região do Recôncavo Baiano.

Os três músicos convidados, expoentes em suas áreas, reconhecidos pela dedicação ao repertório tradicional deste instrumento, apresentam uma síntese da presença da viola na cultura nordestina.

Antônio Madureira é violeiro, violonista e compositor, nascido em Macau (RN) e radicado em Recife (PE). Foi líder do Quinteto Armorial, uma das maiores expressões musicais do Movimento Armorial, e depois fundou o Quinteto Romançal.  

Ivanildo Vilanova, pernambucano de Caruaru, é cantador e violeiro. Exímio improvisador.

Cássio Nobre, baiano de Salvador, compositor, violeiro e pesquisador do samba de roda do Recôncavo Baiano e em especial da viola machete. 

Data: Quarta-feira (12)
Horário: 20h
Local: Auditório do Sesc / Pato Branco.
*Entrada Franca!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário