1984/85.
                             Por várias oportunidades, foto-jornalistas do eixo Rio/São Paulo que cobriam no Sudoeste do Paraná, conflitos agrários, movimentos de suinocultores ou questões indígenas, fizeram de Pato Branco, envio de fotos por linha telefônica, com aparelhos idênticos a esse, o Telefoto.

                               A Foto Rudi, localizada na Avenida Tupi (edifício Giordani) cedia o espaço para esses fotógrafos de jornais.
                                Duas fotos com legenda escrita a mão, consumiam 7 minutos de envio via linha telefônica.
                                 
                               A agência americana Associated Press (AP) inaugurou as transmissões por esse sistema em 1º de janeiro de 1935 com a notícia de um acidente aéreo de Adirondack, em Nova York.
                               O primeiro circuito de transmissão da agência se limitava a Chicago, São Francisco e Nova York, mas não demorou para atingir cada canto do país. 

                              Os serviços de telefoto se difundiram tanto que, a partir dos anos 1940, as imagens das mesmas agências estavam estampadas nas capas dos principais jornais do mundo. 
                             As telefotos aceleraram o processo de transmissão, porém a imagem perdia qualidade. Em muitas redações, era comum que o material fosse trabalhado por retocadores. 
                                                  *Foto acima: Rudi, com celular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário