Neptuno e Nadir Carraro, com o sobrinho dele, Roald "Matofino" Carraro.

Matofino veio para Pato Branco nos anos 50, de Erechim, Rio Grande do Sul.

Muito divertido e popular, em baile da época, num certo momento usou o palco dos músicos anunciando que haviam perdido um pedentife, (jóia de bijouteria).
E que havia na mesma as iniciais Ó.Ó.

Logo se apresentou uma moça como dona da peça: - "Meu nome é Orora Orboquerque!"


                   A história acima foi presenciada há cerca de 57 anos, pelo Jurandir "Chita" Ceni (último na direita, de blusa preta).
                   
                           Na foto, praça Presidente Vargas (feita por Rudi Bodanese em 12.9.2015) estão ED:

                           Dalci Collares, Darnes Dalla Valle, Carlos "Nene" Mazzotti (no centro), Enoé "Palito" Pereira e Jurandir. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário