Professor, teórico da comunicação e romancista, o italiano Umberto Eco quando escreve, se torna um acontecimento.

Suas tantas obras já "ensinaram várias gerações a compreender e a interpretar os produtos da cultura de massa".

"Hoje na Itália, a chamada 'máquina de lama' não faz chantagem. Ela se limita a desmoralizar o adversário.

O jornalismo ainda consiste em um negócio viável, capaz de surpreender leitores famintos de histórias bizarras".

"Meu livro é um manual do mau jornalismo" disse Umberto Eco.
"Mas acredito que o jornalismo tem um papel público a desempenhar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário