1971; ano de ebulição cultural na nossa Pato Branco. 

                            Pavilhão da Ford da família Amadori, na rua Ararigbóia com Avenida Tupi, abrigou grandes noitadas de carnaval.

                            Naquele mesmo fevereiro o Pavilhão da Ford viveu as emoções do Iº FINC, Festival Intermunicipal da Canção.

                            Na foto, integrantes do Broco do Chulé, criado pela Turma do Casarão / Hotel Brasil.

                             Nela estão: Jane, Edy, Carmem e Rita.

                           Atrás com a mão no cabelo, o inesquecível Aprígio Cardoso (falecido prematuramente).

                             *Quem teve a ideia de realizar no Pavilhão da Ford o festival da canção e o carnaval de 71?

Um comentário:

Marcia Moraes Carraro disse...

Nada a ver com Broco do chulé!

Postar um comentário