Segundo o jornalista Clóvis Rossi (Folha de São Paulo 14/02/2016), "Uganda ocupa o 163º lugar entre 188 países listados no ranking de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas".

"Ainda assim tem lições a ensinar a um Brasil teoricamente mais desenvolvido (é o 73º).

Foi precisamente em Uganda que primeiro se detectou o Zika vírus (no sangue de macacos) em 1947.

O Instituto de Uganda de Pesquisa de Vírus, foi fundado em 1936, com financiamento da Fundação Rockefeller, ao passo que os institutos similares no Brasil dependem de verbas oficiais, que são sempre escassas, mesmo em épocas de bonança. Imagine agora".

                           "Eles (Uganda) estão sempre monitorando as condições de forma que não ocorra um surto para o qual eles não estejam prevenidos".
                          "O instituto ugandense coleta e monitora parasitas e amostras de sangue de pacientes em todo país, em busca de atividades inusuais".

*trechos extraídos da matéria Uganda não é aqui. Que pena. (Clóvis Rossi / jornal impresso) Folha de São Paulo.

                                 **Um retrato realista do Brasil parece ter sido desnudado pelo Presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha: 
                                  "O poder público não tem projeto. O poder público contrata mal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário