* Texto, Erlindo Rosa:

Muitos poderão achar  a pergunta pretensiosa...mas temos condições sim, de tornar a nossa querida Pato Branco uma cidade turística. Se não vejamos...

Se na serra gaúcha, em Canela, tem a Cascata do Caracol...nós termos as cacheiras do Ruzza... de muitas e muitas histórias. Já no retorno de um passeio no Ruzza, onde poderia haver uma boa estrutura para almoço, em alguma propriedade rural, oferecer a oportunidade de um belo Café Colonial.

Uma vista as vinícolas de Mariópolis seria outra alternativa.. A RH Espumantes está um luxo. A proposito, já recebeu caravanas de Maringá e outras cidades. Uma visita guiada...show de bola.

E por aí vai...muita coisa pode ser agregada a uma bela visita.

A exposição de carros antigos de Cláudio Petrycoski então, seria uma grande pedida, pois se Gramado expõe em torno de 30 carros, aqui são expostos mais de cem. Um arsenal histórico de fazer inveja...

Alguém poderia me responder que novidade  representa para nossa região o Mundo a Vapor e o Mini Mundo Encantado de Gramado e Canela? Tudo foi criado... Nós também podemos criar...histórias para contar não faltam...

Aliar sim, tudo isso com o Natal Luz, cujo desfile deveria acontecer mais vezes, ou seja, repeti-lo em outras duas ou três noites. Antecipar a abertura mais para o inicio de novembro. O comercio do centro  agradeceria.
Desfile natalino um dia em Pato Branco e outra noite  na nossa caçulinha Bom Sucesso do Sul.

Os hotéis deveriam se engajar no projeto. Montar pacotes de dois ou três pernoites.

O mosaico da Matriz São Pedro seria outro atrativo, para uma visita guiada, que fecharia depois com um momento de orações e pedidos no mausoléu que está sendo construído ao lado, na Praça São Francisco.

Lembrando que na cidade gaúcha de Bento Gonçalves, foi o Sindicato dos hotéis, restaurante e similares que  organizaram os passeios “Caminho das Pedras e dos Vinhedos”. A iniciativa privada. Portanto pessoal, temos ou não condições? O Natal Luz tem provado que sim. Mãos a obra e vamos alavancar a nossa Pato Branco.

Para completar o complexo do Iguaçu Clube de Campo poderia ser desapropriado e  montado lá um gigantesco Parque Aquático, com atração o ano todo.

 Loucura? Não acho...acho sim que é preciso  pensar  no assunto com calma. Poder público e iniciativa privada!...
                                                                  Boa sorte!...
                                                                                         Erlindo Rosa (Pato Branco).

 **Foto acima: Casa histórica tombada pelo patrimônio público de Palmas (Pr.), fotografada por Rudi Bodanese em 08/02/2016.

Um comentário:

- lucas, disse...

O Iguaçu Clube de campo está sendo desmembrado aos poucos e se tornando área residencial. Já existem unas dez residências onde era o terreno do clube! Bacana o pensamento! Só falta atitude do pessoal daqui realmente! Abraço!

Postar um comentário