Maysa Monjardim Matarazzo, foi um dos maiores talentos nascidos nesse país. Lira Neto um dos maiores biógrafos da atualidade.


"Maysa foi uma personalidade muito mais complexa do que sugere sua imagem pública.
 O livro "Maysa – Só Numa Multidão de Amores" percorre minuciosamente todas as etapas (e traumas) de uma trajetória marcada por amores, viagens, conflitos com a mídia, tentativas de suicídio, crises de alcoolismo e internações em clínicas para desintoxicação". (Saraiva)


Desde a adolescência rebelde, casamento aos 17 anos e a enorme capacidade de transformar em grandes sucessos, os devaneios poéticos de seus diários, Maysa (retrata o livro), tinha potencial aptidão, de se construir, se destruir, abrir portas internacionais, envolver-se com muitos amores, faltar a compromissos, desistir e recomeçar tudo novamente.

Bastidores da música brasileira, dos primeiros festivais da canção, da noite, da competição entre a música de fossa, com a bossa nova; nunca antes revelados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário