"Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável? Queriam-me o contrário de qualquer coisa?

Se eu fosse outra pessoa, fazia-lhes, a todos, a vontade.

Assim, como sou, tenham paciência!

Vão para o diabo sem mim,
ou deixem-me ir sozinho para o diabo!
Para que havemos de ir juntos?"
                                  Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário