26 mil menores centro-americanos e mexicanos que, fugindo da pobreza ou da violência, foram detidos ao cruzar para os Estados Unidos, entre janeiro e junho de 2016.

Acabam se juntando com os drogados, recrutados pelo tráfico, e meninas tornando-se escravas sexuais.

Muitos preferem - ou ignoram - morrer no calor tórrido do deserto mexicano - do que permanecer "eternamente sepultados com os seus", nos países de origem.

É honra dos homens proteger o que cresce
Cuidar que não haja infância dispersa pelas ruas,
Evitar que naufrague seu coração de barco
Sua incrível vontade de pão e chocolate

De nada vale, se há uma criança na rua.
*Poema argentino da obra da imortal Mercedes Sosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário