Dentro da língua fictícia e divertida, criada na Pato Branco que vivi, (que passamos chamar de Chopinês), esse poema do amigo e poeta pato-branquense Anibal Della Torre (publicado em 1995):

A vantagem de ser um bêbado conhecido, do que um alcoólatra anônimo; é que não precisa evitar o primeiro gole. 
E dele goles

No Chopinês ficaria assim:

A vantagem de ser um bêbado conhecido, do que um alcoólatra anônimo; é que não precisa evitar o primeiro gole.
E deles gole

*imagem: alkaparras'sweblog

Nenhum comentário:

Postar um comentário