O geração 70 Carlos Pastro (terceiro à partir da esquerda) levantou o gancho (por telefone) e diretamente de Balneário Camboriú mandou um adjetivo para o livro Chopinês - Linguagem Criativa de Pato Branco:

Maiaco: ladrão, mão leve, amigo da alheio. Que rouba na cara dura, na tua frente.

Então vai uma simpatia: "Compre terra, que o ladrão dorme em cima e não leva".

Mande colaborações para o livro, Chopinês, com antigas citações e criações divertidas.

Pelo facebook Patonauta Pato Branco. E-mail: grupo@rudibodanese.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário