Matéria do portal www.folha.com.br
aponta Matheus Pallaoro como sucessor do pai Sandro (Danusa) Pallaoro, presidente da Chapecoense falecido no acidente aéreo, final do ano.

Com 17 anos, Matheus joga nas categorias de base da Chape - criada por Sandro - desde 2012.

Ele leva numa tatuagem palavras do pai "Sonhe sem limites e acredite com todas as forças".

"O meia atacante tenta dentro de campo, prolongar o projeto deixado pelo pai".



                          Matheus Pallaoro, com Zico em amistoso no Maracanã: "figura simbólica no processo de reconstrução da Chapecoense".


*Fotos: Folha/Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário