Imensos blocos de concreto ocupando todos os espaços
daquela, nossa mais bela cidade
com suas casas de madeira tão lindas, tão cheias de graça de sonho e de amor.

*Inspirado em poema de Paulinho da Viola (RJ) anos 1970. Foto: Rudi

Nenhum comentário:

Postar um comentário