Em artigo de sua autoria na edição impressa 04/06/2017 na Folha de São Paulo, onde aborda corrupção no Brasil, o Procurador da República (pato-branquense) Deltan Dallagnol sentenciou:

"Outra ilusão é a de que há, no Brasil, uma democracia substancial.
 O povo escolhe seus representantes, mas, no mar de candidatos, desponta quem aparece mais. 
Aparece mais quem gasta mais. Gasta mais, frequentemente, quem desvia mais".

Nenhum comentário:

Postar um comentário