Erlindo Rosa, mais de 4 décadas de convivência pato-branquense e um trabalho paralelo de jornalismo social, cultural, resgate de memória e autoria de livros e peças de teatro, teve seu aniversário comemorado só com familiares e alguns amigos em 1998.

De lá, os convidados foram aumentando e logo foi transformado por eles numa feijoada solidária, onde em vez de presentes, os convidados traziam alimentos para instituições assistenciais de Pato Branco.

Essa 19ªedição da Feijoada Solidária do Erlindo reuniu 200 convidados e mais de uma tonelada de alimentos e produtos de limpeza e higiene pessoal.

                                   Na foto de Helmuth Kühl, o grupo, neste sábado 22/07.

Nenhum comentário:

Postar um comentário