Os pato-branquenses geração 60/70 perderam hoje um de seus mais conhecidos integrantes, Maurício Cardoso.

Mauro residiu muito anos em Curitiba, sem perder contato com Pato Branco, onde viveu até sua juventude.

Atualmente havia voltado residir em nossa cidade onde possuía a publicação Guia Pato.

Faleceu motivado por um tumor no pâncreas. Será enterrado em Curitiba.

*(Nos foi comunicado por um dos grande amigos de Mauro, Pedro Alberto Rost).

Na foto de 2009, Mauro (direita da imagem)  entrega escultura para Luiz "Pernambuco" Silva, em encontro pato-branquense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário