Quem nasceu - como eu - na precariedade dos anos 1950 e trás nos genes as asperezas do trabalho/suor só pode ter se tornado econômico por natureza.

Além ter se feito avesso ao dinheiro, com pouca habilidade nessa lida e até na sua negação.

HOJE, aos 60 anos, cercado de jovens e companheiros de geração - alguns - que não decolaram no trabalho, no estudo, nem nas finanças, tem dificuldades de falar a linguagem de seu tempo: internet, smartphone, teatro, boate, cinema...

Diria a estes: "Tenham dinheiro"!

As revoluções se fazem mais facilmente com recursos financeiros. E o mundo caminha para o capitalismo consciente.

Como podemos ter autonomia para viajar com um certo conforto, ter uma perspectiva de mundo...?

E o tesouro de reunir amigos e familiares em torno de comemorações festivas ou culturais ?

ENFIM, diria: estude, conclua uma faculdade, trabalhe, tenha dinheiro e poupança.

Saúde, prazer e liberdade que os bens materiais proporcionam são um grande alívio.


(Rudi Bodanese)

 grupo@rudibodanese.com.br - Facebook: Patonauta Pato Branco

Nenhum comentário:

Postar um comentário