Por Eduardo Waack

O tempo não para, segue adiante, mas nestas fotografias ele permanece retido naquela noite de 1978, quando um grupo de jovens (farsantes?) conseguiu participar das festividades de inauguração das Lojas Hermes Macedo em Pato Branco.

Adilton Detoni, Gerson Silvério, Silvio Viganó, Eduardo Waack, Emerson Freitas, Robson Ampessan, Carlos Dosciatti... A vida tem dessa coisas, instantes de cumplicidade, descobertas, inocente rebeldia pueril. Inventamos um trabalho escolar e “vestidos a caráter” lá entramos.


O Silvio (que hoje reside em Cruzeiro d’Iguaçu) já havia lido uma revista sobre fotografia, e sua mãe, dona Rozália, possuía uma câmera Olympus Trip 35. Por esta razão foi o incumbido de registrar em imagens, com a máquina emprestada pelo pai do Emerson, tudo o que se passava. 


Entre outros flagrantes, temos aqui entrevista com a Miss Pato Branco, com a primeira-dama, e com o gerente-regional daquela loja de departamentos (o que, conforme você observa, deu direito ao Adilton engolir sem querer a fumaça de quase um cigarro inteiro — na época era permitido fumar em ambientes fechados).








*Fotos: 1) Entrevista com a
 primeira dama do município.
2) Com a Miss pato Branco (.........)
3) Com diretor da HM - Hermes Macedo.










Ao final, apoteótica, a clássica fotografia na Praça Central da cidade. 
Como lembra Adilton, “fomos um grupo de garotos que acreditou na própria mentira. Que caras de pau! Se fosse hoje, seríamos escorraçados”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário