O calor  da manhã gelada

Um céu acinzentado
Nuvens rápidas
O Minuano soprando
A alma encantada.

A chuvinha farinhosa,
Flocos de espuma 
Voando ao sabor do Vento.
O branco toma conta
O frio congela.
A alma, porém em festa.

Uma  Graça, saem  pra rua.
Quem nunca viu
Encantou-se.
Ela é linda! 
Parece, algodão doce.
A neve que cai
A alma enriquecida.

A manhã foi congelante,
A água se fez espelho.
O Sol espiava, bem devagar,
Não queria se comprometer
Nem derreter

A Bela paisagem
Que a alma aqueceu
Os olhos,  deslumbrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário