Breno Bortot estuda música na Itália há alguns anos.

Realizou sua formatura com conclusão de um curso de segundo nível acadêmico que se realiza em dois anos, lá chamado de Biennio, é o equivalente a um Mestrado. 

Cursou o Conservatório de musica Santa Cecilia de Roma que é o conservatório principal da Cidade e de âmbito nacional dos mais importantes, com o conservatório de Milão. Em nível Europeu é um dos mais conhecidos também.

 Por esse conservatório passou o grande tenor Beniamino Gigli  que se formou em 1914, e também estudou o tenor Lauri Volpi, dois grandíssimos nomes da Lírica. Este conservatório tem uma larga história, fundado no final do século XIX.

Um ano muito fértil - em agosto - cantou uma Opera de Mozart chamada "Così fan tutte" em um festival de verão numa vila chamada Frasso Sabino
(uma hora de Roma).

No mês de julho deste,  participou em concertos pelo conservatório onde cantou em duas grandes basílicas de Roma, San Giovanni in laterano e Santa Maria Maggiore.

*Breno (na direita da foto) é filho do pato-branquense geração 70 Ivanir José Bortot e da gaúcha Patrícia Saldanha. Uma carreira promissora para um jovem tenor e instrumentista de música clássica.

(Rudi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário