Com dois filhos  (jovens) dando os primeiros passos no mundo da tecnologia, do empreendedorismo e das finanças, chamou-me atenção um novo termo (comemorado por ser em português): FINTEC. 

Na verdade é FINTECH; inglês norte americano: (Fintech é o termo utilizado para as inovações e o uso de novas tecnologias por empresas do setor financeiro. Wikipédia).

*ao ver um documentário sobre o genial e pioneiro artista gráfico norte americano Andi Warhol, percebi que na década de 40 se falava em TECH nos Estados Unidos. Os caras estavam muito à nossa frente...


Em matéria na última EXAME (1157 Editora Abril) com o engenheiro e designer japonês Shunji Yamanaka ele diz:

"No passado o Japão era um país focado na indústria, na produção de máquinas de precisão". 

Ora, extrema precisão, como na câmaras fotográficas Canon e Nikon; técnicas que estamos há anos luz de distância.

Segundo ele, hoje a inovação está além da excelência acima...

"Não basta que o produto seja algo que as pessoas desejam, mas também algo que as faça perceber um desejo que não tinham".

*Com respeito aos valores da natureza, do humanismo que herdamos do interior, mais os cuidados com o meio ambiente, mas, por que o Brasil está tão atrasado em tecnologia, ao ponto de estarmos muito atrás da Coreia do Sul, com a Sansung, Hyunday, etc...?

**Pergunta que sempre me faço: alguém vive conspirando contra a a potência chamada Brasil fora e dentro de nosso país???

(Rudi Bodanese)  grupo@rudibodanese.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário