Chave é lembrada pelos ex-integrantes e pela comunidade musical de sua época como o fato mais importante do rock curitibano no período em que existiu, entre 1969 e 1979.

O grupo foi um desbravador do estilo na capital paranaense com uma atuação que, conforme membros como Paulo Teixeira, transcendeu a música ao investir em performances que envolviam outras expressões artísticas e ocupavam espaços da cidade estranhos ao rock.

Mas o pioneirismo tem um preço: com meios escassos de registro à época, A Chave acabou se tornando um capítulo pouco documentado do rock paranaense.

Os músicos: Orlando Azevedo (bateria), Carlos Gaertner (baixo) e Paulo Teixeira (guitarra e vocais), que formaram a Chave ao lado do vocalista Ivo Rodrigues (1949-2010), para contar a história do quarteto e revelar como o grupo marcou época ao lançar mão de ideias ousadas tanto em sua obra quanto em suas estratégias de divulgação.


“Era difícil provar que A Chave tinha sido um expoente no cenário do rock, porque as informações corriam muito no boca a boca”, 

Paulo Teixeira, foi para o Blindagem, seguindo pelo Ivo Rodrigues.

“Muita gente ouvia falar na banda e não tinha referência alguma”, diz. “A Chave deixou uma marca importante e foi precursora em muitas coisas. É uma história que tem que ser contada.”
                        *Foto: Paulo Leminski (1944/1989), Ivo Rodrigues, Orlando Azevedo e Carlos Gaertner. Acervo: Gazeta do Povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário