Valdir Duarte  viveu os anos da juventude em nossa cidade, 1960/70...



Iniciou trabalhando no rádio e mergulhou na música, fundando vários conjuntos e numa inovação necessária, fabricava instrumentos que seus músicos usavam.




Valdir conta suas ricas memórias em crônica que estará no livro PATO... Confesso que vivemos




Trecho de Valdir: 


"Assim adotamos o estilo Beatles. As fotos eram iguais, e damos inicio a nossa vida de músicos. 
              Tocamos no INTERNACIONAL, PALMEIRAS, INDUSTRIAL  e no boliche do Nilso Sguarezi, todos os domingos; além de incursões por todas as cidades e clubes do Sudoeste do Paraná. 



Para viajar alugávamos uma Kombi.

Mais tarde troquei um terreno que eu tinha, por um Sinca Chambord de um motorista de praça; a fotografia do Sinca está no mural da (prefeitura) na praça Getúlio Vargas pra quem quiser ver.
Com ele fomos a as principais cidades do estado e até na Argentina e Paraguai..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário