O economista e filósofo brasileiro Eduardo Giannetti lança livro abordando um tabu do país: o complexo de vira-latas, termo criado por Nelson Rodrigues em 1958.

Para expressar baixa auto estima, falta de confiança e inferioridade nacional.

Giannetti inverte a situação, abordando o lado positivo de vira-lata; como a misciginação genética e cultural dos brasileiros, "justamente o que o Brasil tem de melhor".

Para ele, é preciso ter orgulho de ser vira-lata e valorizar essa condição.

Uma mensagem de esperança diante do pessimismo que tomou conta do país.

Defende que a mistura de culturas na formação do Brasil está na origem de um modo de vida espontâneo que valoriza as relações humanas. "Algo que - segunda ele - os países desenvolvidos perderam ao longo do tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário