Na crista da onda que varreu os anos 1970, Pato Branco foi moderna e imergiu nessa revolução.

JOARES "Dega" FONTANA era um menino "transgressor" na época.

Lançou (em nossa cidade) no rescaldo dos 70, um livro com o título de  PÉ NA PORTA (1985).

*Exemplar ao lado que chegou às nossa mãos pelo Gilson Marcondes e logo chama atenção numa coisa:

Joares "um Hyppie", convidou o sério advogado e amigo da literatura pato-branquense, para escrever o prefácio de seu livro: Lamartine Augusto.

Vejamos a previsão de futuro que o doutor Lamartine fez no prefácio do livro de Dega: 

Trecho final: 
"Sabe-se, outrossim, que JOARES FONTANA também é vidrado na tecnologia de sofisticados equipamentos eletrônicos.  De fato isto está na ordem do dia. Viver o futuro é evoluir atento ao presente. Acredite na sua potencialidade, estude, você veio ao mundo para triunfar. As riquezas estão à sua espera. Alcance-as".
                                                        
                           Lamartine Augusto, professor e advogado. (28..10.1985)

Nenhum comentário:

Postar um comentário