A NETFLIX norte americana está mudando a forma de se ver cinema e televisão. Dentre as tantas séries, surgiu a WILD WILD COUNTRY (Selvagem país selvagem), sobre o líder espiritual indiano Rajneesh Bhagwan Shree "OSHO".

Em seis capítulos de mais de uma hora cada, a série mostra os acontecimentos,  após ele criar uma comunidade junto a um grupo de seguidores adeptos do amor livre ao lado de uma pacata cidade na região de Oregon, nos Estados Unidos. (1980/85).


A partir daí, uma série de acontecimentos que beiram o absurdo acontecem fazendo com que os espectadores "pirem a cabeça" e não resistam de acompanhar o desenrolar da história. 
                     Osho, que era indiano (vários de nós pato-branquenses o lemos exaustivamente e participamos de suas práticas de meditação), fascinava a todos - especialmente, aos norte americanos e os que - do mundo todo - passaram a viver na comunidade de Rajneeshpuram, relatado pelo seriado.

*Do conhecido relatar mistérios, beleza, liberdade, sabedoria e ciência, Osho passa ser também ele, um mistério, na sua forma de agir, nas práticas dos que o seguiam, na reação dos moradores americanos e das forças de segurança dos Estados unidos, em retaliação à este.
Imperdível... Netflix.                                             (Rudi).




Nenhum comentário:

Postar um comentário