O Projeto Include consiste na criação e montagem de laboratórios de robótica para aproximar jovens menores de 18 anos moradores de comunidades carentes. Sendo que muitos desses adolescentes podem acabar se envolvendo com drogas e dando um rumo errado para a vida.

O Include consiste em identificar gênios dentro de comunidades menos favorecidas do país, e criar condições para que possam estudar em escolas especiais, encaminhá-los ao mercado de trabalho para que saiam com emprego após a participação no programa e, mais do que isso, prepara-los para que conseguiam levar soluções para a própria comunidade usando a tecnologia, sem depender da ajuda externa.
O programa de ensino inclui aborda temas como computação, programação, segurança de rede, impressora 3D, realidade aumentada e virtual, games, entre outros. Inicialmente são quatro meses de estudo, mas mesmo depois deste período os laboratórios ficam abertos e à disposição dos jovens para que possam trabalhar com programação, construir drones, entre outras atividades.

E hoje Pato Branco é beneficiada com duas unidades a sendo inauguradas.
É fundamental entender a tecnologia educacional como uma ferramenta aliada para o ensino. Um benefício à educação que, junto com conteúdos pedagógicos de qualidade e bons profissionais, potencializa a divisão dos conhecimentos e leva o aluno o mais longe que ele pode chegar no aprendizado!

Na foto, os geração 70: Cláudio Petrycoski, Robson Cantu e um parceiro do projeto que vamos levantar o nome.

Para Cláudio e Robson:

Eu acredito
É na rapaziada
Que segue em frente
E segura o rojão
Eu ponho fé
É na fé da moçada
Que não foge da fera
E enfrenta o leão
Eu vou à luta
É com essa juventude
Que não corre da raia
À troco de nada
Eu vou no bloco
Dessa mocidade
Que não tá na saudade
E constrói
A manhã desejada.  
(Gonzaguinha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário