"É inútil plantar um carvalho na esperança de obter em breve o abrigo de sua sombra". 
(Saint-Exupéry)

Leva-se 50 anos para preservar 50 anos de amizade, ou mais. 

Antonio Carlos "Nei" Chemin, está entre os cerca de 30 coautores do livro PATO... CONFESSO QUE VIVEMOS.

Trecho de sua crônica FARÓIS:

"E os bons exemplos a serem seguidos daqueles “”AMIGOS MAIS VELHOS”” que se mandaram para Curitiba para estudar: FLAVIO, O INÉ, JAIR, PEDRO, CLÓVIS, CARLOS, ROBERTO, ANTENOR, NELSON, OSVALDO, ALDAIR, ZETO, ADEMIR, RUBENS, criava-se a esperança de que se eles conseguiram...tenho chances. 

E aqueles que estavam mais distantes, mas suas histórias eram fortes auxílios na nossa formação política e como cidadão.
O RENON, CARLOS, ROMEU, REMI, ARTUR, ODETE, NILSO, ALCENI, resistências necessárias, mostrando que poderiam  existir novas opções.
 Não esquecendo dos irmãos TITI, TITA, GUEGO, do TINO, nossas referências musicais.
Lembro-me, da DONA LENI DALMOLIN, DO PIRAÍ, DO RICIERI PASTORE, JACOMO TRENTO,  DAMIANO DALMORO, que praticavam algumas atividades em beneficio das pessoas, só pelo compromisso de fazer o  bem.

Não posso esquecer, dos BONS VIZINHOS, que poderíamos dizer que eram complemento da família, OS BERTANI, OS CARDOSO, OS MENOSSO, OS ROSA, OS DALMORO... .

Quero também dizer que naqueles anos setenta, ...nossa geração, tinha em relação aos PAIS, muita obediência e respeito... obrigado DANTE e TEREZA".

Nenhum comentário:

Postar um comentário