Millôr Fernandes, nasceu e morreu no Rio de Janeiro (1923/2012), 89 anos.

Desenhista, humorista, tradutor, escritor, dramaturgo, multi talentoso, Millôr atravessou a ditadura militar criando   pela liberdade.

É tema de exposição/tributo no Instituto Moreira Salles/SP, com mais de seis mil peças autorais.

Uma das suas mais citadas frases: "O Brasil tem um imenso passado pela frente" numa profética definição sobre os rumos turvos que vivemos.


Sobre o hábito de fumar: "Vício idiota".

Nenhum comentário:

Postar um comentário