Ouvindo numa cantina, as excelentes bandas brasileiras anos 80, Paralamas, IRA, Jota Quest... veio uma clara compreensão do por que não mergulhamos nessa onda musical:

Desde os anos 1960, viemos de uma grande imersão na velha guarda, samba, músicas de protesto, jovem-guarda, Bossa nova, MPB...

Ora, depois de um período de expansão vem o recolhimento. Depois da atividade, um repouso.

Uma coisa é certa, a forma como mergulhávamos nas letras de música naquelas décadas foram muito produtivas, influenciando em nossas vidas até hoje.

 E o Brasil atual, está - felizmente - despertando de novo para as músicas de cunho social e político.


Nenhum comentário:

Postar um comentário