Ieda e Luiz Corona estão promovendo uma nova revolução em Pato Branco. Em tributo à Joana Pagliosa Corona, filha deles que faleceu prematuramente em Florianópolis, eles criaram com vários apoios a JOARTE.

Em ação literária no evento, UTFPR, lançamento/apresentação dos livros:

- Poemas baseados, de Ricardo Pedrosa Alves (Editora Kotter, 2018)
- Mandrágora, de Ricardo Corona (Editora Medusa, 2017)
- Poesiar, de Marcos Hidemi (Editora Medusa, 2017).






Ricardo Corona com sua mãe Adelinde Sartori Corona (Germano Corona em memória).

Ele declarou que a mãe, foi sua inspiração na adolescência pato- branquense dos anos 1970.


Ela gostava de poesia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário