Alice fontana, pato-branquense geração 70 com Danúbia Mendes (levou o livro do Brasil para ela), em Milão na Itália.

Alice, uma das autoras das crônicas do livro PATO CONFESSO QUE VIVEMOS comenta:

"Rudíssimo, acabei de ler o livro em dois tempos. Em dois dias. Que pena que acabou! Deliciosa leitura! 

Voltei no tempo e adorei saber o que pensavam e o que faziam os inocentes meninos da época, na narração tua e do Alceo, do Eliseu, do Valdir Duarte e do Samuel Gomes. 

As histórias sobre o Mirtoca, sensacional! Todas as crônicas muito interessantes, muito bem escritas e provocando muita emoção e também risos. Um livro leve, realista, gostoso de ler! Adorei. 
Obrigada por proporcionar essa volta ao passado! Vai preparando o próximo. 
Abração".
                                       Alice (Basso) Fontana, Milão, Itália.

Nenhum comentário:

Postar um comentário