Em agosto de 1945, a  Vila Nova (que viria se tornar Pato Branco) teve a honra de receber o Sr Orlando e a Sra Amabile Sambugaro, esta irmã  do meu nono Felix Balbinotti que chegaria com a família, anos mais tarde.  O casal Sambugaro teve 10 filhos (Lodovino, Dorvalino, Gentila, Izaltino , Dilse, Nelso, Orides, Marineide, Roberto  e Rosimar),  8 netos e um bisneto.



Na foto, o casal Amabile e Orlando Sambugaro. A "tia Amabile" foi mencionada no  capítulo do Balbinotti no livro Pato Confesso que vivemos.  
E aqui fica a dica nobre Rudi Bodanese e Erlindo Rosa: para o próximo livro de crônicas, podemos resgatar as histórias desta bela família.

  
 
Recentemente, o livro PATO, Confesso que vivemos, foi entregue às  filhas do casal, Dilse (com o livro), Marineide (blusa azul) e Rosimar;  e à neta Gisele (filha da Gentila – in memorian); Nas laterais da foto, estávamos eu (Giles) e o Gentil Balbinotti que participou da entrega da obra.
A foto foi tirada pela Gisele.

Post: Giles Balbinotti
Blog PatoNauta - Todos os direitos reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário