Pato-branquense "histórico", um de nossos primeiros autores de livro, Olmiro Argenton com seu exemplar do livro PATO Confesso que Vivemos.
Em Curitiba.

Miro estará na provável próxima obra: PATO Confesso que Vencemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário